Assunto:

No nosso blog queremos mostrar os trabalhos do 4º Ano que fazemos na Escola Praia do Riso. Vamos mostrar nossas aulas de Inglês, Ciências, Geografia, Matemática, Português, História, Informática, Artes e Educação Física.



terça-feira, 27 de novembro de 2012

Relato sobre a Maquete - Ana Luiza


     Dia:18/11/12 - Nome:Ana Luiza 
          
 Relato sobre a construção da maquete

Nós, a turma do 4°Ano, estamos aprendendo e estudando sobre as navegações e agora os indígenas. Nós lemos alguns textos, os nomes deles são: ”Primeiros Habitantes”, “Pindorama”, ”Viagem à Terra do Brasil”, ”As Necessidades de Cada Um”, ”Os Grandes Descobrimentos “, ”Terra à Vista!”, ”Os Aventureiros do Mar Tenebroso”, ”O Descobrimento e a Exploração da América” e “Em Busca de Aventuras”. Nós aprendemos quase tudo de navegação, nós vimos que os navegadores “imaginavam” que existiam monstros, águas ferventes e etc, aprendemos algumas coisas que não sabíamos. Os textos falam que eles tinham medo, que eles eram nojentos, que vomitavam nas naus e caravelas, quando a pessoa morria eles jogavam no mar o corpo, não comiam quase nada, as frutas e as comidas apodreciam porque naquela época não existia geladeira, lá só tinha um banheiro que era só para pessoas importantes, os escravos faziam suas necessidades nas naus e caravelas, eles limpavam raramente as naus e caravelas. Antes de se tornar navegadores eles primeiro tinham que passar pela Escola de Sagres ou escola de navegações, aí vem a embarcação, tinha que passar por mais uma etapa, tinha que comprar o barco, escolher o nome, pintar o barco, tinha que ver o que ele poderia fazer e perguntar para a família. Nós vimos o vídeo chamado”Pindorama” que é um vídeo educativo para nós, crianças, e fala sobre a chegada no Brasil que é assim: foi um plano imperial e no dia 22 de abril Cabral encontrou Vera Cruz (ele deu este nome por causa da sua esposa que chamava Vera), ele não só viu,”descobriu” toda a terra do Brasil, Pero Vaz disse em uma carta ao rei que no altar, sob a cruz, rezou missa ao nosso rei, mas depois seu Cabral foi saindo devagar do país tropical para as índias encontrar, o Cabral não entendia tupi, se mandou para o mar encontrar índias em outro lugar deu chabu, deu azar, mas não quiseram voltar.
Nós vimos o vídeo “Náufragos” parte I e II. A parte I fala que o Aleixo Garcia vai para o Brasil e descobre que lá havia ouro, fica amigos dos índios e deixa seus amigos antigos para trás. E na parte II ele se casou com uma índia e teve um filho chamado Aleixo Garcia Filho, o Aleixo Garcia morreu, sendo a morte dele considerada é um mistério. Eu aprendi que os índios são que nem a gente por isso não precisaria existir preconceito sobre os índios, o Aleixo Garcia nos ensinou a viver com pessoas diferentes ele é o nosso exemplo e nós temos que seguir.
Nós fomos numa aldeia indígena, conhecemos alguns índios, exploramos a aldeia que se chama M’ BYÁ. Nós fomos à lojinha que foi eles que fizeram, foi muito legal e compramos objetos e vimos um site chamado ISA.
Nós relemos os textos, aqueles do início, escolhemos os grupos, fizemos algumas anotações, fizemos os objetos da nossa maquete, montamos e analisamos e os preparativos, combinados são: Ju: Fazer os contornos e recortar (astrolábio, balestilha e quadrante) e crianças: montar de novo e colorir.

Revisores: Ana Luiza, Beatriz, Bernardo Bolonha e Juliana